Avançar para a área de conteúdo

Seis meses após ser adquirida pela IBM, SoftLayer ajuda no desenvolvimento de startups brasileiras

Audiomonitor e Zertico aderem à computação em nuvem para oferecer flexibilidade e segurança aos seus serviços

Select a topic or year


São Paulo, Brasil - 12 Fev 2014: Seis meses após a conclusão da aquisição da SoftLayer, a IBM Brasil já verifica os benefícios de seus novos serviços de cloud, que trouxeram ao mercado brasileiro uma nova opção de nuvem pública e privada. Entre os diferenciais para empresas do País estão: a facilidade e a rapidez de contratação via site – inclusive de servidores físicos dedicados, os chamados bare metal –, a possibilidade de construção de uma cloud privada totalmente customizada, a opção de gerenciamento integrado via web e a disponibilização de um completo conjunto de APIs, além de pagamento com cartão de crédito.

Depois de uma parceria com a IBM, a startup AudioMonitor – do grupo Sky Software – lançou uma solução voltada ao setor de entretenimento: o sistema AudioMonitor Air Play, que monitora (via streaming e em tempo real) e analisa os dados gerados por rádios de todo o Brasil. A partir dos dados coletados no esquema 24/7 de aproximadamente 800 estações de rádio em todo o território nacional (a previsão é que esse número aumente consideravelmente nos próximos meses), o AudioMonitor Air Play faz uma análise sobre as músicas executadas, considerando quantidade de inserções, horários, audiência e localidade, gerando relatórios de tendências e estatísticas. Já em funcionamento, a ferramenta atualmente identifica mais de 2 milhões de execuções musicais por mês.

Essas informações são disponibilizadas em um dashboard interativo, que possibilita que artistas e empresários possam cruzar dados que os orientem na tomada de decisões de negócios, no direcionamento de investimentos e no controle de direitos autorais. “Para garantir a segurança e a disponibilidade das informações, optamos por hospedar o aplicativo no serviço SoftLayer de nuvem da IBM”, comenta César Sponchiado, CEO da Sky Software. “A parceria com a IBM foi imprescindível para a viabilização de nosso projeto, que já nasceu na nuvem. A operação com  SoftLayer é o que há de mais adequado à nossa necessidade de médio e longo prazos”, destaca.

Outro caso interessante é o da Zertico, uma startup que tem sede dentro do Parque Científico e Tecnológico da UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá (MG). Desenvolvendo soluções de gerenciamento de hospedagem na nuvem, a empresa tem hoje uma carteira de dezenas de clientes, sendo 80% nas regiões Sul e Sudeste do Brasil e quatro empresas com sede nos EUA.

A Zertico criou sua primeira cloud em 2008 para atender a necessidade de picos de acesso e alta disponibilidade de uma empresa do mercado imobiliário dos Estados Unidos, que pertence a um dos sócios, tendo inclusive migrado em 2013 todos os servidores desta empresa para a SoftLayer. Em 2010, eles perceberam o potencial de negócios com as micro, pequenas e médias empresas brasileiras, que tinham grande carência de serviços de gestão de nuvem, demandando um prestador que funcionasse como "um departamento de TI" para elas. Na época, a Zertico hospedava seus serviços na nuvem da The Planet, que viria a ser comprada pela SoftLayer em 2011. Após a compra, imediatamente a Zertico percebeu a superioridade do data center da SoftLayer e da disponibilidade dos serviços da empresa.

Segundo Celso Fernandes, diretor-executivo da Zertico, hoje em dia a performance da SoftLayer é imbativel e a confiabilidade da rede é de 100%. “Hospedamos os serviços de nossos clientes na nuvem SoftLayer já há três anos e nunca tivemos problemas”, comenta Fernandes. Segundo o executivo, a empresa trabalha com foco específico em outras startups que desenvolvem sistemas web, soluções de e-commerce e agências de publicidade – que atuam por campanhas e precisam monitorar picos de acesso ao seu conteúdo com segurança e garantia de disponibilidade.

Para ver o infográfico acesse o link: http://www-03.ibm.com/press/br/pt/presskit/43197.wss

 

Investimentos da IBM em Cloud Computing

 

A IBM vem fazendo constantes investimentos para expandir sua infraestrutura de cloud no Brasil. Em 2012, investiu R$ 40 milhões para preparar o data center de Hortolândia, no interior de São Paulo, para a oferta da SmartCloud Enterprise Plus. No ano passado, a companhia anunciou a aquisição e incorporação das ofertas da Softlayer ao seu portfólio de serviços de Cloud Computing. O movimento é parte da estratégia de crescimento global da IBM nesse segmento, que tem como meta alcançar US$ 7 bilhões em renda até 2015 com hardware, software e serviços voltados para a nuvem.

 

Este ano, a IBM anunciou um investimento de US$ 1.2 bilhão para construir 15 novos data centers, sendo que um deles será no Brasil. O objetivo é chegar a 40 data centers em todo o mundo.

 

 

Sobre a IBM

Para mais informações sobre a IBM, visite http://www.ibm.com/br

IBM no Twitter: http://twitter.com/ibmbrasil

Acompanhe www.timaissimples.com.br, o blog que descomplica a tecnologia.

  

Assessoria de Imprensa – In Press Brodeur

Atendimento: Daniela Passos – daniela.passos@brodeur.com.br (11) 3323-1650

Gerente de Atendimento: Mariana Lima – mariana.lima@brodeur.com.br (11) 3323-1607

 

Relacionamento com Imprensa – IBM

Gerência: Christiana Cardoso – chrisf@br.ibm.com / (21) 2132-5944

 

Feeds XML Relacionados
Tópicos Feeds de XML
Analytics
News about IBM solutions that turn information into actionable insights.
Cloud Computing
Software
Gerenciamento de Informação (DB2), Workplace, Portal & Software de Colaboração (Lotus), Tivoli, Rational, WebSphere, Padrões abertos